Papel higiênico: Por que dependemos tanto dele?

Por Bruno Rezende.

coluna zero, meio ambiente, consumo consciente, sustentabilidade, zero utopia, papel higiênico, comportamento, bidê, tratamento de esgoto

Esse assunto é polêmico e gera muita discussão entre profissionais de diversas áreas de atuação, até porque todos usam o papel higiênico. Existe uma coisa que nenhum desses profissionais pode negar: se tem algo capaz de lhe tirar de casa, é o papel higiênico quando falta. Você pode estar com a maior preguiça do mundo ou com a cabeça cheia de problemas do dia-a-dia, mas não se esquecerá do item número 1 da sua lista de compras, o papel higiênico. Mas que dependência é essa pelo papel higiênico?

Dias atrás vi um vídeo em que um sujeito fazia o seguinte questionamento: se encostamos as mãos, pés ou qualquer parte do corpo em fezes, imediatamente lavamos com água e sabão, mas por que não fazemos o mesmo quando vamos limpar o "*" após o Nº2? É um questionamento interessante.

Existe também a questão ambiental: jogar ou não jogar o papel no vaso?

Alguns ambientalistas dizem que o certo é jogar o papel no vaso, pois as estações de tratamento de esgoto separam os resíduos para descarte em aterros sanitários. Mas e se a sua cidade não possui uma estação de tratamento de esgoto? Neste caso a recomendação é a de usar a famosa lixeirinha de banheiro, pois senão seu papel higiênico vai direto para os rios. De um modo geral, o ideal seria evitar as lixeirinhas, até porque muitas pessoas usam um saco plástico para armazenar todo esse papel, resultado: saco plástico no aterro sanitário demorando séculos para se decompor. Lembrando que o papel removido pela estação de tratamento de esgoto e descartado no aterro sanitário demora de duas a quatro semanas para se decompor.

O importante é que você se informe sobre o que a sua cidade lhe oferece, até mesmo para poder cobrar atitudes dos governantes, pois de nada adianta suas atitudes individuais positivas se o governo não fizer a sua parte.

Mas vou dar uma dica pessoal: faça como a vovó fazia, use o bidê.


Saiba mais sobre a origem e a ciência do papel higiênico clicando aqui.



Pin It now!





7 comentários:

ahh.. Quem sou eu?!! disse...

As pessoas precisam conscientizar-se do seu papel para a melhora do meio ambiente... A natureza não dá pulos sozinha.
Enquanto ficarem empurrando a culpa para o " outro" vamos continuar vivendo nesse caos.

Vou indicar a postagem


bjs

Joicinha

Ebrael Shaddai disse...

OI Bruno,

Confesso que comecei a ler pensando que era piada!! kkk Mas me lembrei que minha Baby foi quem me indicou a notícia. Então, só poderia ser algo sério.

Sobre o porque de lavar as mãos e não o c..., penso que boa parte das pessoas lavam as mãos para que a merda não fique aparente. E como o c... não aparece não se preocupam. Muito menos ficam olhando pra ele. O c... é algo sofrido, pois vive exilado do mundo, e qdo alguém fala dele, é para xingar os outros. O dia em que as pessoas começarem a olhar pro seu próprio c... talvez passem a lavá-lo mais vezes. Como fazem com as mãos com que fumam porcarias, mancham com sangue alheio e votam em gente inferior nas eleições.

Abçs e cada um lavando o seu ...kkkkk

Histórias & Estórias disse...

depois do comentário do Ebrael nada mais acrescentar.

Assino em baixo.

marli disse...

E pensar que destruímos florestas arrancando suas árvores para fabricar papel para limpar algo tão insignificante. No dia que os governos acharem que é mais barato e ajuda a preservar o meio ambiente usar água e sabão, vão baixar um decreto proibindo o uso do papel higiênico. Aí os ambientalistas vão dizer que está acabando a água do planeta e será proibido usar água. Então voltaremos a época do sabugo. Então o "c" cochichará para alguém que está próximo: "para nós foi bom ter acontecido tudo isso, só assim fomos notados."
Ah, a última frase confesso que plagiei, mas acho que o autor não reclamará os direitos dessa m _ _ _ a.
Abraços,
Marli.

colunazero@gmail.com disse...

Joicinha, obrigado pelo comentário e indicação ; )

Ebrael... sem comentários. kkkk!

Grande abraço,

Bruno RZ.

colunazero@gmail.com disse...

Poxa Marli, voltar a época do sabugo vai ser uma m*rda. kkkk!

Obrigado pelo comentário.

Abraços,

Bruno RZ.

Anônimo disse...

e para imtupir